terça-feira, setembro 29

segunda-feira, setembro 28

Mais um Selinho!!!


Ganhei esse lindo selinho da amiga Joelma do blog http://amigadaedu2.blogspot.com/. Vale a pena visitar... Vou indicar esse selinho para alguns blog abaixo:
http://pragentemiuda.blogspot.com/
http://tatiana-alfabetizacao.blogspot.com/
http://infantilmil.zip.net/

sábado, setembro 26

Sinal verde para a educação no trânsito

A Semana Nacional do Trânsito é uma boa oportunidade para conscientizar os alunos sobre direitos e deveres do pedestre e do motorista, tornando-os aptos a se comportar bem no vaivém das ruas



Fila dupla de carros na porta da escola. A confusão na hora da entrada e da saída de alunos. O ziguezague no meio da rua atrapalha motoristas e põe em risco a vida da garotada. Acabar com essa falta de segurança pode parecer simples bastaria chamar a fiscalização , mas não é. A solução passa pela conscientização de condutores de veículos e de pedestres sobre suas atitudes.

A Escola Cor & Ação introduziu trabalhos nessa área para educar seus alunos e, também, alterar o comportamento dos pais no trânsito. O assunto preocupa autoridades em todo o mundo.

No Brasil, a Semana Nacional de Trânsito acontece entre 18 e 25 de setembro.


A situação no Brasil e no mundo


O Brasil é o quarto país onde mais acontecem acidentes de trânsito e desperdiça com isso 10 bilhões de reais por ano, segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

Em 1996, ocorriam no Brasil 9,8 acidentes para cada 10 mil veículos. A taxa caiu para 6,2 em 2002.

Em 2002, a Unesco apontou os acidentes de trânsito como sendo a segunda causa de morte (15,6% do total) entre jovens de 15 a 24 anos. É também o primeiro motivo de morte por causa externa entre as vítimas dessa faixa etária, segundo a Organização Mundial da Saúde.


Trânsito bem-comportado

Para fazer as crianças enfrentar seus trajetos diários com segurança e com comportamentos solidários, procure passar as seguintes orientações em seu projeto:

A pé
• Ao chegar a um cruzamento e encontrar o semáforo de pedestres aberto, aguardar o fechamento e a posterior reabertura para atravessar.

• Nunca atravessar um cruzamento na diagonal.

• Atravessar na faixa de segurança, nunca entre os veículos.

• Andar sobre a calçada, com cuidado nas entradas e saídas de veículos.

• Ao descer de um ônibus, não atravessar a rua na frente dele.

• Ao atravessar uma rua de mão única, olhar para os dois lados.

• À noite, procurar um local iluminado para atravessar a rua.

• Ao atravessar, escolher um local onde não haja obstáculos que impeçam o motorista e o motociclista de vê-lo.

• Quando o adulto estiver com uma criança deve segurá-la pelo pulso.

Ao volante


• Usar sempre o cinto de segurança.

• Jamais falar ao celular.

• Não fumar.

• Não se virar ao conversar com passageiros.

• Não dirigir com animais de estimação no colo.

• Não dirigir com crianças no colo (elas devem estar sempre no banco de trás, com equipamento de segurança adequado).

• Sempre sinalizar com antecedência os movimentos que pretende fazer (conversões à direita ou à esquerda, estacionar, mudar de faixa, parar no acostamento).

• Usar constantemente os espelhos retrovisores.

• Não colar adesivos grandes na janelas. Eles diminuem o campo de visão.

• Se rodar em baixa velocidade, utilizar as faixas da direita.

• Ao passar por ônibus parado no ponto, reduzir a velocidade e observar se não há pedestres tentando atravessar a rua pela frente do veículo.

• Jamais ultrapassar ônibus ou peruas escolares estacionadas para embarcar ou desembarcar crianças.

• Não jogar nenhum tipo de lixo pela janela.

• Não parar em fila dupla, nem mesmo por alguns instantes.

• Caso não conheça o caminho, não parar no meio da rua para procurar informações.

• Prefira estacionar para consultar o guia ou para perguntar às pessoas.

• Nas conversões, dê sempre prioridade aos pedestres que iniciaram a travessia.

• Nunca pare o veículo sobre a faixa de pedestres.

• Não avance assim que o semáforo ficar verde. Espere os pedestres concluírem a travessia
Fonte: Nova Escola

quinta-feira, setembro 24
















by Joana Neves Escola "Cor & Ação"





"A prática educativa é tudo isso: afetividade, alegria, capacidade científica, domínio técnico à serviço da mudança ou lamentavelmente, da permanência do hoje." (Paulo Freire)

terça-feira, setembro 22

Dia da Árvore:

Escola conscientiza os alunos sobre as Árvores

Ontem no dia 21/09, dia das Árvores foi lindo e emocionante na Escola!

PROFESSORAS fizeram uma programação especial de conscientização para os alunos sobre as Árvores.

A Turma do 2º período plantou uma árvore!

segunda-feira, setembro 21

Semana do Trânsito na ESCOLA

Campanha Educativa da Escola COR & AÇÃO sobre Educação no Trânsito para crianças

sábado, setembro 19

PINTURAS COM CARIMBOS DE LEGUMES



Papel branco; legumes (batata, cenoura, quiabo, chuchu e etc); tinta guache de cores variadas.
TÉCNICA: Cortar o quiabo ao meio. Os demais legumes, podem ser esculpidos de qualquer forma em alto relevo.Molhar o material esculpido na tinta e ir carimbando no papel. Essa técnica também tem um efeito muito legal se usarmos ao invés de legumes, rolhas de cortiça,
e palha de aço.
Experimentem!

terça-feira, setembro 15

Creche, babá, ou a casa da vovó, onde deixar meu bebê?




Esta é uma decisão bastante difícil para os pais, na hora da mamãe voltar para o trabalho.As opiniões dos especialistas com relação a esse assunto, ainda complicam mais a situação pela grande divergência de pontos de vista e conclusões das pesquisas na área.O importante é que muitos são os fatores que vão influenciar a personalidade de seu filho, sejam eles ambientais ou genéticos (herdados). Pense que todas as opções trazem vantagens ou desvantagens:Deixar seu filho com uma babá, permitirá que ele fique em casa, durma até mais tarde, tenha atenção exclusiva, não se contamine com doenças que possa contrair na creche, tenha mais oportunidades de reconhecer o seu espaço, perceber como é a sua casa, a rotina dos pais, etc; mas, os pais têm que conviver com a presença de uma pessoa a mais em casa, que poderá conhecer seu filho melhor do que eles mesmos.Já na creche, a criança ficará aos cuidados de pessoas que estudaram e se formaram para isso, proporcionando uma estimulação intelectual bem mais apropriada e os pais construirão um vínculo "profissional" com a pessoas. Mas, é preciso muito bem avaliar a qualidade do trabalho, o grau de conhecimento de berçaristas, diretores, etc, para que seu filho não seja exposto a situações perigosas. E se ele adoecer, e não puder ir para a creche, você terá outro problema.Com isso, a terceira opção seria deixar seu filho com alguém da família, o que seria uma opção segura, mas com quem? Você terá que optar por uma das avós ou tias, e isso pode ser um problema. Alterná-las, ainda será um problema maior. Imagine seu filho tendo que se adaptar a três ambientes diferentes. Imagine a disputa entre elas e a mãe, quando surgirem comentários do tipo "Comigo ele nunca fez assim!". Além disso, se os pais discordarem da maneira como a sogra ou cunhada ou mãe cuidam da criança, será uma guerra tentar repreendê-las ou dispensar os serviços.Nesse momento o mais importante é que os pais, principalmente a mãe, estejam seguros sobre a opção que escolheram, mesmo porque essa segurança será transmitida ao bebê quando forem levá-lo.

domingo, setembro 13

Fazendinha na Escola



Alunos divertiram muiiito com os animais na ESCOLA!

Tiraram muiitas fotos também!











é,

domingo, setembro 6

sexta-feira, setembro 4




Create Your Own