terça-feira, setembro 15

Creche, babá, ou a casa da vovó, onde deixar meu bebê?




Esta é uma decisão bastante difícil para os pais, na hora da mamãe voltar para o trabalho.As opiniões dos especialistas com relação a esse assunto, ainda complicam mais a situação pela grande divergência de pontos de vista e conclusões das pesquisas na área.O importante é que muitos são os fatores que vão influenciar a personalidade de seu filho, sejam eles ambientais ou genéticos (herdados). Pense que todas as opções trazem vantagens ou desvantagens:Deixar seu filho com uma babá, permitirá que ele fique em casa, durma até mais tarde, tenha atenção exclusiva, não se contamine com doenças que possa contrair na creche, tenha mais oportunidades de reconhecer o seu espaço, perceber como é a sua casa, a rotina dos pais, etc; mas, os pais têm que conviver com a presença de uma pessoa a mais em casa, que poderá conhecer seu filho melhor do que eles mesmos.Já na creche, a criança ficará aos cuidados de pessoas que estudaram e se formaram para isso, proporcionando uma estimulação intelectual bem mais apropriada e os pais construirão um vínculo "profissional" com a pessoas. Mas, é preciso muito bem avaliar a qualidade do trabalho, o grau de conhecimento de berçaristas, diretores, etc, para que seu filho não seja exposto a situações perigosas. E se ele adoecer, e não puder ir para a creche, você terá outro problema.Com isso, a terceira opção seria deixar seu filho com alguém da família, o que seria uma opção segura, mas com quem? Você terá que optar por uma das avós ou tias, e isso pode ser um problema. Alterná-las, ainda será um problema maior. Imagine seu filho tendo que se adaptar a três ambientes diferentes. Imagine a disputa entre elas e a mãe, quando surgirem comentários do tipo "Comigo ele nunca fez assim!". Além disso, se os pais discordarem da maneira como a sogra ou cunhada ou mãe cuidam da criança, será uma guerra tentar repreendê-las ou dispensar os serviços.Nesse momento o mais importante é que os pais, principalmente a mãe, estejam seguros sobre a opção que escolheram, mesmo porque essa segurança será transmitida ao bebê quando forem levá-lo.

0 comentários: