segunda-feira, abril 20

18 DE ABRIL - DIA NACIONAL DO LIVRO







Monteiro Lobato
Considerado um dos maiores escritores infantis, Monteiro Lobato nasceu em uma fazenda em Taubaté e, além de dedicar-se aos livros infantis, usou a moral e a pedagogia de suas histórias para criticar o comportamento das pessoas e do Estado.Quem nunca ouviu falar em Emília, Narizinho, Pedrinho, Tia Nastácia, Dona Benta, Visconde de Sabugosa e Marquês de Rabicó? Os personagens dos livros infantis de Lobato são conhecidos em todo país e encantam, até hoje, crianças e adultos.Monteiro Lobato viveu um tempo como fazendeiro, foi editor de sucesso, mas foi em 1917 como escritor infantil que despertou para o mundo. Escreveu, nesse período, sua primeira história infantil, 'A menina do Narizinho arrebitado'
Insatisfeito com as traduções de livros europeus para crianças, ele criou aventuras com figuras bem brasileiras, recuperando costumes da roça e lendas do folclore nacional. E fez mais: misturou eles todos com elementos da literatura universal, da mitologia grega, dos quadrinhos e do cinema.No Sítio do Pica-Pau Amarelo, Peter Pan brinca com o Gato Félix, enquanto o saci ensina truques a Chapeuzinho Vermelho no país das maravilhas de Alice. Mas Monteiro Lobato também fez questão de transmitir conhecimento e idéias em livros que falam de história, geografia e matemática, tornando-se pioneiro na literatura paradidática - aquela em que se aprende brincando.





"Um país se faz com homens e livros"(Monteiro Lobato)

0 comentários: